Produção: Domador

Produção

Domador já estava em minha mente há algum tempo. Na dúvida sobre qual história desenvolver, (sim, porque tenho várias ideias de web circulando em minha mente) escolhi esta.

Fiz uma história simples contando a clássica rivalidade de dois homens. Mas com um diferencial: uma égua! Depois de criar a história principal, era a hora de formar os coadjuvantes, em que se consistia dois amores, uma amizade e para melhor desenvolvimento criei uma espécie de pau-mandado.

Uma pequena observação: o nome da égua Hera, inicialmente seria Sereia. Mas vi que a web estrearia uma semana depois de A força do querer, onde há uma personagem conhecida como Sereia.

Vida de escritor

vida-de-escritor

Assim como passamos por fases, a nossa mente também passa por fases. E ultimamente tenho passado por uma fase dramaturga maravilhosa. O gênero épico me deixa fascinado.

E esse mesmo gênero me faz querer muito escrever uma web épica. Cheia de magia e tudo mais.

O que mais me fez influencar foi ter revisto a série de filmes O senhor dos anéis, que por sinal é maravilhosa!

Domador – Capítulo 5

Domador

CENA 01: Cocheira de Manoel

Após a saída de Tino, Sérgio continua com o semblante triste.

CENA 02: Torneio

Várias pessoas esperam pelo começo da tradicional corrida de cavalos, entre elas está Sérgio, Patrícia, Tino e Ana. O locutor vai apresentando os competidores e cada um deles vai tomando seu lugar.

LOCUTOR: O maior ganhador do Torneio: Ricardo de Almeida e seu cavalo, Trovão.

Ricardo é aplaudido pela multidão. Silêncio por parte do locutor. Pessoas apreensivas.

LOCUTOR: Um probleminha inesperado… mas agora sim o último competidor: o iniciante, Manoel Ferreira e a égua Hera!

As pessoas apreensivas se mostram assustadas. Ricardo olha friamente para Tino, que está arrasado junto com Ana. E Sérgio solta risos de felicidade.

É dada a largada! Ricardo sai em primeiro, e lá ele fica disputando com um outro concorrente. Três voltas dadas e continua Ricardo, já considerado ganhador por muitos. Sérgio olha com tristeza ao ver seu amigo na quarta posição, mas alegra-se rapidamente. Última volta e o cenário é outro: um competidor ainda “apagado” aparece. É Manoel saindo da imensa poeira.

MANOEL: Pensou que não me veria, Ricardo?

Ricardo olha seu rival passar sua frente. Agora sim, Hera corria como nunca tinha corrido, independente e livre e era admirada pelo público. Corrida finalizada. Ricardo corre para longe ao ser derrotado.

CENA 03: Campo

Ricardo enfurecido corre pelos campos com o rápido Trovão. Mas prova do próprio veneno e cai do cavalo sobre algumas pedras.

CENA 04: Torneio

Sérgio está abraçando o domador. Patrícia se aproxima e chama por Manoel.

PATRÍCIA: Eu queria te dizer que te amo.

MANOEL: Não… Você merece alguém melhor que eu. Alguém que dê tudo o que precisa. Agora entendo o porquê daquela briga e vejo que não dá mais certo.

Patrícia, com lágrimas no rosto, abraça fortemente seu ex-noivo.

CENA 05: Casa Almeida

Ricardo está com várias feridas no rosto. Deitado na cama, ele é cuidado por Ana.

RICARDO: Sai daqui! Quero ficar sozinho.

Ana continua a cuidar das feridas, mas é surpreendida por um empurrão. Ela olha com raiva para Ricardo e o deixa sozinho.

CENA 06: Fachada da Casa Almeida

Tino observa Ana vindo correndo.

ANA: Aceito tua proposta de sair daqui.

TINO: E pra onde queres ir?

ANA: Pra onde você for!

Ana ataca Tino com um beijo. Os dois sobem no cavalo e seguem viagem.

CENA 07: Campo

Sérgio observa Manoel junto de Hera.

SÉRGIO: Manoel… nunca vi um amor por cavalos igual o desse homem!

E logo depois, sorri.

FIM.

(Essa foi uma história sem um enredo planejado, apenas escrevi.)

Domador – Capítulo 4

Domador

CENA 01: Casa de Patrícia

Patrícia ainda olha para Manoel com um olhar surpreso.

PATRÍCIA: Não temos nada para conversar.

MANOEL: Temos sim! Esse tempo todo sem nem falar comigo tem que ter uma explicação.

PATRÍCIA: Você quer uma explicação? Então lhe darei.

Patrícia, enfurecida, põe seus olhos nos olhos de Manoel.

CENA 02: Rua

Tino anda pela rua pensando no que Ricardo e Ana disseram.

TINO: O torneio será depois de amanhã… preciso fazer isso já!

É nessa mesma hora, que ele passa pela casa de Patrícia e vê que Hera está sob uma árvore.

CENA 03: Casa de Patrícia

Manoel está com poucas lágrimas no rosto.

MANOEL: Você está se separando de mim, porque cuido de cavalos?

PATRÍCIA: Não! Essa separação se dá por você colocar eles em primeiro lugar! (Pausa) Acho que não tem mais nada pra você aqui.

Manoel se retira da casa. Depois, é visto saindo com Hera por Patrícia, que chora.

CENA 04: Escritório de Ricardo

Ricardo está na janela, com um copo de Whisky na mão. Ele vê que quem passa pela estrada de barro é Manoel em Hera. Os olhos de Manoel estão amargurados e nessa mesma amargura, ele cai por terra junto com sua égua. Lá ele fica, caído e sendo observado por uma multidão que vai passando. O sorriso de Ricardo é símbolo da maldade humana.

CENA 05: Cocheira de Manoel

Tino vem chegando, e se aproxima de Sérgio que está entristecido.

TINO: Bom dia! Sou um viajante e eu gostaria de conversar com o domador.

SÉRGIO: Ah, o domador… Já são duas noites que ele não sai daquele canto. Está triste e é capaz de nem correr hoje na competição.

TINO: Realmente é uma pena. Então, eu volto outra hora…

Tino sai com um largo sorriso no rosto.

CONTINUA…

Domador – Capítulo 3

Domador

CENA 01: Cocheira de Manoel

Manoel desce de Hera, e se aproxima de Sérgio.

MANOEL: Como tens coragem de dizer isso?

SÉRGIO: Falo como amigo, Patrícia não gosta nada desse seu envolvimento com cavalos.

MANOEL: Se não gostasse não estaria comigo!

Manoel sai furioso.

UMA SEMANA DEPOIS…

CENA 02: Campo

Manoel galopa em Hera, e é observado por Ricardo que está escondido ao longe.

RICARDO: Maldito galopeiro! Não posso deixar isso assim!

Ricardo continua observando o rival.

CENA 03: Estábulo Almeida

Ricardo anda, conversando com Tino.

TINO: E como impediria isso, senhor?

RICARDO: É você quem terá de pensar nisso! Eu não quero perder para aquele homem, ouviu?

Ricardo sai irritado. Logo depois, Ana aparece.

ANA: Ouvi a conversa. E sei de uma forma para acabar com ele.

Ana diz todo o seu plano para Tino.

TINO: É como se fosse perfeito! Mas, porque faz tudo por esse homem cruel?

ANA: Eu amo ele!

Tino se assusta com a declaração de Ana.

CENA 04: Casa de Patrícia

Patrícia conversa com uma amiga. Ouve-se batidas na porta. Patrícia levanta para abrir a porta.

PATRÍCIA: Você?

MANOEL: Faz uma semana que se distanciou… Precisamos conversar.

Patrícia fica apreensiva.

CONTINUA…

Domador – Capítulo 2

Domador

CENA 01: Estábulo Almeida

Ricardo continua encarando Manoel.

RICARDO: Domador, eu pensava que você tinha um bom gosto. Se escolher esta égua, será um péssimo negócio.

MANOEL: Não será um péssimo negócio.

RICARDO: Já que quer Hera, lhe dou ela. Não precisa pagar nada.

Manoel olha para Hera.

MANOEL: Eu mal conheço Hera, e já quero transformá-la na futura campeã do torneio da cidade.

RICARDO (pensando): Se depender de mim, não!

Ricardo olha friamente para Manoel, que continua olhando fixamente para os cavalos.

CENA 02: Escritório de Ricardo

Ricardo entra conversando com Tino.

RICARDO: Não, não há chance alguma de ele competir de igual pra igual comigo com aquela égua.

TINO: Mas acho melhor o senhor se preparar. Só ouço elogios desse “domador”.

RICARDO: Quantos já apareceram, falaram o mesmo e nunca me venceram? Não há com o que se preocupar, Tino. Agora vá.

Tino se retira da sala. Ricardo observa que Ana está arrumando papéis na mesa. Ele a segura pelo braço, os dois riem e trocam um intenso beijo.

CENA 03: Cocheira de Manoel

Manoel vem andando em Hera.

SÉRGIO: Eita, Manoel! Mais uma… Tem gente que não vai gostar nada, nada dessa nova aí.

MANOEL: Quem, por exemplo?

SÉRGIO: Sua noiva. Mas confesso que eu também não gostaria se fosse trocado por cavalos.

Manoel olha com certa ira para Sérgio.

CONTINUA…

Domador – Capítulo 1

Domador

CENA 01: Campo

Manoel vem montado em um cavalo, pois Patrícia está o esperando.

PATRÍCIA: Manoel… Você realmente gosta desses cavalos, né?

MANOEL: Eu os amo! São uma vida para mim.

PATRÍCIA: E porque sua vida não é para mim? Já que é meu noivo.

Sérgio se aproxima, ele ouve a conversa.

SÉRGIO: Desculpe a minha invasão, mas Manoel, você sabia que Ricardo de Almeida está negociando alguns de seus cavalos?

MANOEL: Sabia não! Irei ver esses cavalos.

PATRÍCIA: Mais cavalos? Não tem o bastante?

Manoel encara Patrícia, sob o olhar de Sérgio. Logo depois, o galopeiro se retira.

SÉRGIO: Você não consegue esconder sua raiva… Ser substituída por animais não é nada fácil para alguém.

Patrícia olha enfurecida para Sérgio e sai.

CENA 02: Escritório de Ricardo

Batidas na porta, que se abre.

RICARDO: E quem é você?

MANOEL: Sou Manoel. Mas o povo me chama de “domador”.

RICARDO: Então, finalmente, conheci o domador! O que quer?

MANOEL: Soube que estava negociando cavalos…

RICARDO: Que ótimo! Me acompanhe, por favor.

Ricardo e Manoel saem.

CENA 03: Estábulo Almeida

Pessoas cuidam de cavalos, enquanto Ricardo e Manoel se aproximam.

RICARDO: Tenho excelentes cavalos e éguas. Pode escolher.

Manoel observa vários, mas fixa seu olhar em Hera.

MANOEL: E aquela, lá no final, esquecida?

RICARDO: Aquela é uma vergonha! Têm outras melhores para escolher…

MANOEL: Escolher outra? Não, já está decidido! É ela que quero.

Ricardo olha com estranheza para Manoel, que continua a admirar Hera.

CONTINUA…

Opinião: A força do querer

opiniao

A nova novela das 9 estreou. E a primeira impressão é que Glória Perez continua imbatível em seus roteiros e criações. O destaque fica com a história de Ivana que começa a ser moldada logo no primeiro capítulo, além da boa interpretação de Carol Duarte.

A direção fica com o prestigiado diretor, Rogério Gomes, que não brinca em serviço e apresentou uma fotografia bonita e diferente das atuais. E a trilha sonora é outro ponto alto da trama.

Com toda certeza, a força do meu querer é continuar acompanhando.

Domador

Domador

Em breve, estrearei a mais nova web-série do site: Domador.

Sinopse: Manoel sempre foi um homem destemido e um apaixonado por cavalos. Essa paixão põe em risco a sobrevivência de seu noivado com Patrícia, ainda mais depois que a égua Sereia é doada pelo cruel Ricardo de Almeida.

Ricardo é um vilão que tentará a todo custo manter sua fama de ganhador, e se for preciso usará de métodos perversos.

Opinião: Novelas curtas

opiniao

Dia desses, li uma matéria sobre o encurtamento de capítulos em novelas globais. Achei muito interessante, confesso!

Novelas com 200 capítulos para que se elas acabam virando um sonífero?

Atualmente, há um sistema nas novelas das 23 horas em que só passam novelas curtas. E essas mesmas acabam sendo menos cansativas e mais envolventes.